domingo, 5 de abril de 2015

Prato do dia: "Banana Bread"

E hoje foi dia de mais aventuras gastronômicas!
Confesso que eu não sou muito fã de preparações com banana, mas eu tinha umas bananas MUITO maduras, num ponto que eu não sou capaz de comer, 
e eu precisava aproveitá-las.
Estava procurando uma outra receita e acabei encontrando uma foto linda, 
com título de “Banana bread”

Fonte: What Chew Talking About


Pensei ser um pão e achei interessante.
Mas lendo a receita já vi que não se tratava de um pão mas, 
talvez, de um bolo
É um prato típico americano, que leva castanhas na massa e que a autora do blog garantia que ficava molhadinha.
Resolvi arriscar (com algumas modificações).
E vou te dizer. Faça!
O cheiro é uma coisa que te faz produzir saliva pra uma semana, 
a massa realmente fica bem úmida
mas eu ainda não decidi se é um bolo ou pão.

Fonte: Isaacs

Mas quer saber? Isso não importa!
Deixo aqui a receita pra você também aproveitar.
Um beijo

Ingredientes

1⅔ xícara de farinha de trigo
1 xícara + 2 colheres (sopa) de açúcar
¼ colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) de sal
2 ovos grandes
½ xícara de óleo de canola (ou milho)
2 colheres (sopa) de creme de leite
1 colher (chá) de essência de baunilha
3½ bananas nanicas maduras e amassadas
⅔ xícara de castanha-do-pará picadas

Preparo

Unte e enfarinhe uma forma de anel de 24cm ou para bolo inglês grande (eu usei a redonda).
Pré-aqueça o forno a 180˚C.
Peneire a farinha com a canela, bicarbonato e sal.
Bata na batedeira os ovos com o açúcar até ficar fofo e esbranquiçado (cerca de 10 minutos). Junte o óleo em fio e bata mais um pouco.
Acrescente as bananas amassadas, o creme de leite 
e a baunilha e bata mais um pouco.
Coloque os ingredientes secos peneirados e as castanhas e misture com espátula até ficar homogêneo.
Despeje a massa na forma e leve para assar (cerca de uma hora).
Faça o teste do palito para se certificar (não asse demais).
Desenforme e deixe esfriar.
Depois de frio, guarde embrulhado em papel alumínio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário